Deuce of Spades


Deuce of Spades (2011)

Título original: Deuce of Spades
Lançamento: 2011
Direção: Faith Granger
Roteiro: Faith Granger
Gênero: Drama
Duração: 150 min
Elenco:
Faith Granger – Faith
Timothy Luke – Johnny Callaway
Alexandra Holder – Bettie Thompson

“Quando uma jovem encontra uma misteriosa carta, que remonta aos anos cinquenta, escondida no roadster que acabou de comprar – e que estava abandonado há décadas num galpáo – ela fica com dúvidas e curiosa em saber do que se trata. É então que decide tentar descobrir o que aconteceu e reconstruir o passado conturbado de seu veículo em busca da resposta: quem foi Johnny Callaway?”

Gostei muito do filme. Somente o fato de ser ambientado – em parte – nos anos cinquenta e tratar das famosas corridas de roadsters já teria tudo para atrair minha atenção. Adicione um pequeno mistério, flashbacks, muita mecânica, muita velocidade e um suave romance… Bem, todos os elementos estão aí. Em especial, no que diz respeito às cenas de mecânica explícita, somente fazem é ferver a ferrugem que – não se enganem! – ainda corre nas veias deste velho opaleiro! Ainda que seja um filme “autoral” (dirigido, escrito, intepretado – e sabe-se lá mais o quê – por uma única pessoa), a trama se sustenta muito bem e, lá do meio para o final, não deixa de trazer uma interessante surpresa… Recomendo!


Os Gatões

Apesar da “tradução” horrível que deram ao título, eu também curtia bastantes esse seriado. Talvez mais pelo General Lee que pelo bom humor e as gatas da época!

Des e montando um motor

Calma aos afoitos! Até porque o motor do nosso querido Titanic ainda está na UTI…

Mas quando assisti este vídeo – e já tem um bom tempo – eu pensei comigo mesmo: “Comigo mesmo, é exatamente isso que eu quero fazer!”

Infelizmente, como já disse aquele cara, a vida é algo que nos acontece enquanto fazemos outros planos. E faltou-me tempo, capacidade e (sempre) dinheiro para tentar algo assim. Mas que seria MUITO legal se eu conseguisse, ah, seria!

Então, com vocês, eis o delicioso vídeo de um caboclo que desmontou e montou o motor de seu carro, colocou uma música de fundo muito propícia – e com direito a um pequeno drama no final!

O título original? Também muito bom: “11 meses, 3.000 fotos e um monte de café”

Nossos comerciais…

Vamos combinar: o cavalo de pau na pista molhada foi lindo!

Mas divertido mesmo é ouvir o narrador descrevendo os itens de fábrica…

Com vocês, o lançamento do SS-4!

O primeiro carro a álcool

Em tempos de “politicamente correto” (que acaba sendo sinônimo de “extremamente chato”), brincadeiras como essa seriam impensáveis… Mas como este blog é atemporal – até porque estamos tratando de Opalas – então não custa ver como este nosso herói automotivo já estrelou propagandas e programas de época!